Categoria: Descubra

Visite Cunha (SP), Lavandário e Cerâmicas.

Escrito por:Carla Cocenza/ 14 0
Compartilhe:

Cunha é uma das maiores cidades de São Paulo, mas sua área urbanizada é tão pequena que passa despercebida por alguns.
Considerada uma Estância climática, tem uma localização privilegiada, entre as Serras da Bocaina e do Mar e fica na divisa entre os estados de São Paulo e Rio de Janeiro.
Há registros de sua história por volta do ano 1000, quando índios Tupis da Amazônia chegaram na região, expulsando a tribo nativa dos Tapuias.

Compartilhe:

Cunha

Cunha é uma das maiores cidades de São Paulo, mas sua área urbanizada é tão pequena que passa despercebida por alguns.

Considerada uma Estância climática, tem uma localização privilegiada, entre as Serras da Bocaina e do Mar e fica na divisa entre os estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Há registros de sua história por volta do ano 1000, quando índios Tupis da Amazônia chegaram na região, expulsando a tribo nativa dos Tapuias. No século XVII, quando a tribo ali era a dos Tamoios, chegaram os europeus e fizeram do local um ponto de verificação para o escoamento do ouro vindo de Minas Gerais com destino ao porto de Paraty, e mais tarde, do escoamento do café.

Hoje a Estância é um bom destino romântico, para famílias e também aventureiros, mas vem sendo conhecida por duas grandes atrações principais: O Lavandário e suas fábricas de Cerâmica.

Foto: Guilherme Soares

Para o nosso passeio, entre tantas opções, escolhemos três lugares que achamos ser uma bela degustação do que Cunha tem a oferecer.

Cerâmica

A atividade cerâmica já era praticada pelos índios tamoios que habitavam a região e continuada por paneleiras, mas em 1975, com a chegada de um grupo de artistas, que trouxe o forno noborigama do Japão, a cidade começou a receber artesãos de toda a parte e hoje é conhecida internacionalmente por suas fábricas.

Ateliê de Cerâmica Suenaga e Jardineiro

Este Atelier é um charme só: mantém as cerâmicas em exposição no próprio ambiente de trabalho, ao pé do forno, nos permitindo observar os detalhes da criação e toda técnica e amor envolvidos.

Além disso, nosso passeio é guiado por um funcionário que conta a história do local e suas curiosidades.

Foto: Guilherme Soares

Conheça de perto!

Venha com a Arterra Turismo

Fazenda Aracatu

Localizada na estrada Cunha – Paraty, além de sua beleza, é o local ideal para a compra de pães, vinhos, roupas e sorvetes artesanais de ervas!

Foto: Guilherme Soares

Lavandário

A lavanda é conhecida há muito tempo por suas diversas propriedades, já utilizada pelos romanos para ações de limpeza e alívio do stress. Hoje é utilizada desde cosméticos, tintura de roupa e até na gastronomia. Um dos destaques é o sorvete de lavanda. Imperdível!

O Lavandário com certeza um cenário dos sonhos! Andar pelos campos de lavanda, sentindo o aroma delicioso no ar e tendo uma vista panorâmica das montanhas é uma das coisas mais relaxantes que se pode experimentar!

Foto: Guilherme Soares

Tour dias 04/05, 07/07 e 29/09

Um tour de um dia com passeio ao Lavandário, Atelier de Cerâmica e Fazenda Aracatu.

Incluso: Transporte Executivo, 

Guia de Turismo,

Seguro Viagem,

Fotografia durante o passeio.

7 Praias em 1 dia! É possível!

Escrito por:Carla Cocenza/ 14 0
Compartilhe:

E quem poderia imaginar que 7 praias em um dia fosse uma tarefa possível de se realizar?

          Acredite, a experiência é uma das melhores que se pode desfrutar na cidade de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, uma cidade que nos surpreende a cada dia, por sua diversidade e beleza.

Compartilhe:

E quem poderia imaginar que 7 praias em um dia fosse uma tarefa possível de se realizar?

          Acredite, a experiência é uma das melhores que se pode desfrutar na cidade de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, uma cidade que nos surpreende a cada dia, por sua diversidade e beleza.

          E não basta ter 7 praias para conhecer e aproveitar, elas tem que ser deslumbrantes, cada uma à sua maneira, em diferentes tons de verde e azul, umas mais desertas que outras e todas perfeitas para passar a eternidade, opa, passar o dia.

          A trilha é de nível médio e pode ser feita por qualquer pessoa, mas desde que tenha disposição física e que goste de estar em contato com a natureza, pois são 10km de caminhada, com aproximadamente 5 horas de duração.

E claro, vamos sempre recarregando as energias com parada para banho de mar, fotos e descanso nas praias. A caminhada vai fluindo, o grupo vai seguindo o guia local e por diversas vezes na frente da fila já escutamos um “Nooooosa!” da galera: é sinal de que uma paisagem fantástica do litoral está no meio do caminho. Não são só as praias que guardam toda a beleza desse passeio, mas as trilhas frequentemente vão descortinando paisagens e detalhes da vegetação, por isso, não fique distraído, ou essas singularidades podem passar despercebidas.

Um pouco do nosso banquete:

1 – Praia da Fortaleza

Onde tudo começa. A praia é uma das poucas que possui alguns quiosques durante o percurso, então se esqueceu de algo, essa é a hora.

2 – Praia do Cedro

Na minha opinião, a mais charmosa de todas, seguindo o padrão de transparência e tons de verde, ela se destaca por ter um regato com água doce, muito propício para tomar um banho de gato e seguir para mais paisagens deslumbrantes.

3 – Praia do Deserto

A cor das águas é deslumbrante, verde esmeralda e muito transparente, de lá já dá para ver a vizinha Praia do Cedro, à direita.

Conheça de perto!

Venha com a Arterra Turismo

4 – Praia do Bonete

Vale a pena levar um snorkel para ver a vida marinha, essa praia é mais tranquila e permite a flutuação.

5 – Praia do Perez

Avistamos alguns barcos de pescadores, um bar e algumas casas no entorno, começando a ficar mais longe da agitação da cidade.

6 – Praia do Oeste

As suas muitas pedras formam um cenário incrível.

7 – Praia da Lagoinha

Uma praia com mais movimento e estrutura para receber turistas, a última dessa nossa coleção e aonde nos despedimos.

Tour dia 09/02

Um tour de um dia para descobrir as belezas destas praias!

Incluso: Transporte Executivo, Guia de Turismo, Seguro Viagem, Praias: Fortaleza, Cedro, Deserto, Bonete, Perez, Oeste, Lagoinha, Fotografia durante o passeio.

Visite Paraty (RJ) e descubra seus encantos!

Escrito por:Carla Cocenza/ 18 0
Compartilhe:

Paraty (RJ) é o destino dos sonhos de muita gente e destino certo anual de muitos outros. Para cada pessoa a cidade remete uma coisa e encanta de um jeito diferente. Não consigo nem pensar na presunção de tentar dizer como você será tocado por este local, vou apenas apresentar alguns locais. O certo é que, seja em um passeio de um dia (“bate-volta”), final de semana ou, com sorte, mais dias, saímos de lá já decidindo a data para voltar.

Compartilhe:

Paraty (RJ) é o destino dos sonhos de muita gente e destino certo anual de muitos outros. Para cada pessoa a cidade remete uma coisa e encanta de um jeito diferente. Não consigo nem pensar na presunção de tentar dizer como você será tocado por este local, vou apenas apresentar alguns locais. O certo é que, seja em um passeio de um dia (“bate-volta”), final de semana ou, com sorte, mais dias, saímos de lá já decidindo a data para voltar.

Como ter uma experiência intensa em dois dias? Como sair dali sentindo que aproveitamos bem cada minuto? Pensando nisso, nós da Arterra Turismo + Arte, desenvolvemos um roteiro que reúne história, diversão, novas experiências, liberdade e conforto, além dos “de sempre”: segurança e organização. 😉

Um pouco de História

Considerada Patrimônio Histórico Nacional, preserva até hoje os seus inúmeros encantos naturais e arquitetônicos. Fundada em 1667, teve grande importância econômica devido à grande produção de cana-de-açúcar, foi também um importante porto de onde escoava o ouro de Minas Gerais que ia para Portugal.

Passeio de Escuna

Passeios de Escuna nos permitem conhecer praias escondidas e belas ilhas. Nosso passeio terá duração de 5 horas e passará por 4 belos locais.

Ilha Comprida

Aqui é o lugar ideal para ver muiiitos peixes de perto, com ou sem o snorkel.

Conheça de perto!

Venha com a Arterra Turismo

 Praia da Lula

Com águas calmas e muitas árvores, é o local perfeito para relaxar.

Lagoa Azul

Cercada por rochas e mata verde, é uma grande piscina natural, repleta de vida marinha.

Praia Vermelha

Esta charmosa praia possui uma área toda preservada, aonde é possível encontrar estrelas-do-mar e também com uma infraestrutura com alguns quiosques.

Tempo Livre

Nosso guia local irá indicar os melhores locais e nos deixar livres para curtir as ruas e lojas da cidade.

Pousada Villa Del Sol

A pousada possui 4.500m² com belos jardins e tem piscina, academia, sauna, bar e internet sem fio. Uma estrutura completa perto do centro de Paraty!

Tour dia 29/03 a 31/03

Um tour de dois dias pela encantadora Paraty!

Incluso: Transporte Executivo, Guia de Turismo, Seguro Viagem, Hospedagem em pousada com piscina, academia e sauna, 1 café da manhã no domingo, Passeio de Escuna de 5h, Caminhada com guia de turismo local no centro histórico, ​​​​​Fotografia durante o passeio.

Salesópolis: Nascente do Rio Tietê

Escrito por:Carla Cocenza/ 11 0
Compartilhe:

Famoso por marcar a geografia urbana da maior cidade do país, o Rio Tietê possui 1010 km de extensão e cruza praticamente todo o estado de São Paulo, de leste a oeste. Todo rio tem como destino chegar ao mar, mas o Tietê faz um longo caminho para isso. Sua nascente fica a apenas 22km do litoral, mas sua vegetação o “obriga” a subir a serra e desembocar no rio Paraná, para só então cumprir o seu destino.

Compartilhe:

O Rio Tietê

Famoso por marcar a geografia urbana da maior cidade do país, o Rio Tietê possui 1010 km de extensão e cruza praticamente todo o estado de São Paulo, de leste a oeste. Todo rio tem como destino chegar ao mar, mas o Tietê faz um longo caminho para isso. Sua nascente fica a apenas 22km do litoral, mas sua vegetação o “obriga” a subir a serra e desembocar no rio Paraná, para só então cumprir o seu destino.

Foi um importante instrumento na colonização do Brasil por possuir solo rico e fértil, atraindo populações que se arrumaram em vilas e servindo de meio para a locomoção de índios e bandeirantes.

                Infelizmente, quando se fala dele, a primeira imagem que vem à nossa mente é de poluição, situação que vive em um trecho. Algumas pessoas ainda desconhecem que há diversos trechos despoluídos; na verdade, cerca de 120km estão poluídos, o restante está completamente limpo.

                A cidade de Salesópolis, que abriga a nascente deste importante rio, é uma tranquila cidade de São Paulo considerada Estância Turística por suas belezas naturais e importância histórica.

Imagem: Reprodução

Parque Nascentes do Rio Tietê.

O local teve sua flora original completamente destruída, mas apresenta agora uma floresta secundária e é uma área tombada, protegida.

O Parque abriga, além da nascente, um museu sobre o rio e amostras de água das diferentes cidades que percorre.

 Através de uma pequena trilha podemos observar um pequeno laguinho de onde a água sai por meio das pedras e do chão e vai descendo, encontrando pelo caminho outras nascentes e crescendo, até virar o enorme rio que conhecemos.

Conheça de perto!

Venha com a Arterra Turismo

Usina Parque

                Inaugurada em 1914, a usina hidrelétrica chegou a ser fechada por más condições e posteriormente reativada, hoje fazendo parte do sistema energético paulista.

                Possui também um museu aonde é possível conhecer os processos de como a energia é feita e como isso mudou a história da região. Através de uma escadaria de quase 300 degraus, chegamos a um incrível mirante que mostra toda a região ao lado da represa.

Barragem de Ponte Nova

                Dentro de seu território está localizado o Radar Meteorológico e podemos aproveitar para fazer caminhadas com uma vista panorâmica de tirar o fôlego, além de mais um pouco de conhecimento sobre o sistema de comunicação entre as barragens.

Tour dia 27/04

Um tour de um dia com muito conhecimento histórico e paisagens incríveis!

Incluso:

Transporte Executivo, 

Guia de Turismo,

Seguro Viagem,

Parque Nascentes do Rio Tietê,

Usina Parque,

Barragem de Ponte Nova.

Descubra: Ruínas da Lagoinha e Rota das 5 Praias (Ubatuba-SP)

Escrito por:Carla Cocenza/ 311 0
Compartilhe:

                Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, é uma cidade que possui inúmeras belezas, encantamento e história.

                Possuímos diversos roteiros por ali, sempre acompanhados de guias locais que nos levam em segurança e nos proporcionam todas as informações e curiosidades que poderíamos desejar. Descubra aqui um pouco do nosso passeio chamado “Ruínas da Lagoinha e Rota das 5 Praias”.

Compartilhe:

                Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, é uma cidade que possui inúmeras belezas, encantamento e história.

                Possuímos diversos roteiros por ali, sempre acompanhados de guias locais que nos levam em segurança e nos proporcionam todas as informações e curiosidades que poderíamos desejar. Descubra aqui um pouco do nosso passeio chamado “Ruínas da Lagoinha e Rota das 5 Praias”.

Ruínas da Lagoinha

                Compostas pelo que restou do antigo engenho “Fazenda do Bom Retiro”, datada de 1828, e dos pilares da suposta primeira fábrica de vidros do Brasil, a integração das ruínas com a natureza cria um clima mágico, parecendo que estamos dentro de uma pintura. Ali podemos compreender a importância histórica do local para a cidade de Ubatuba e um pouco do que Ubatuba foi para o Brasil.

Foto: FundArt

Rota das 5 Praias

            A Praia da Lagoinha é o início (ou final) da famosa “Trilha das 7 Praias” (clique no link para saber mais).

            Como algumas partes da trilha exige um condicionamento físico melhor e o objetivo deste tour é a contemplação, relaxamento e contato histórico, escolhemos 5 das praias no trecho mais tranquilo.

Praia da Lagoinha

Com 3km de extensão, junto com as praias do Sapê e Maranduba, forma a maior faixa contínua de praia de Ubatuba, totalizando 7 km.

Muito frequentada por famílias que desejam um lugar menos agitado, possui águas cristalinas,  propícias para banho de mar e surf.

Praia do Oeste

            Considerada uma das praias desertas de Ubatuba, é ótima para banho, pois não possui ondas nem correnteza e é bem rasa. Especialmente pela manhã e início da tarde, é ideal para quem não gosta de muito Sol, pois possui várias áreas com sombras naturais.

Conheça de perto!

Venha com a Arterra Turismo

Praia do Peres (ou Perez)

De pequena extensão e muitas rochas, tem o mar bem tranquilo e é um ponto de partida de barcos de pesca de alguns moradores da região. Foi o refúgio do escultor Alberto Frioli, que influenciou os moradores dali, ensinando sobre a fundição do bronze e descobrindo alguns habilidosos artesãos.

Praia do Bonete (Bonetinho)

            Também considerada uma praia deserta, a praia do Bonete é acessível apenas por trilha ou embarcações. Seu entorno é de mata nativa totalmente preservada e o mar calmo, de águas transparentes.

Praia Grande do Bonete

            Mais agitada que as outras, possui uma comunidade local e alguns quiosques. Considerada uma praia de tombo, é possível fazer mergulho com snorkel e ver de perto a vida marinha. Ali podemos observar a Ilha do Mar Virado, um sítio arqueológico aonde foram descobertos vestígios de uma civilização de cerca de 2000 anos.

Foto: Curiosidades Ubatuba

Tour dia 23/03

Um tour de um dia com muito conteúdo histórico e praias encantadoras.

Incluso:

Transporte Executivo, 

Guia de Turismo,

Seguro Viagem,

Ruínas da Lagoinha,

Praia da Lagoinha,

Praia do Oeste,

Praia do Perez,

Praia do Bonete,

Praia Grande do Bonete.

Relato de viagem: Borboletário Águias da Serra

Escrito por:Carla Cocenza/ 256 2
Compartilhe:

                Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, é uma cidade que possui inúmeras belezas, encantamento e história.

                Possuímos diversos roteiros por ali, sempre acompanhados de guias locais que nos levam em segurança e nos proporcionam todas as informações e curiosidades que poderíamos desejar. Descubra aqui um pouco do nosso passeio chamado “Ruínas da Lagoinha e Rota das 5 Praias”.

Compartilhe:

Confesso que, quando ouvi falar do lugar, fiquei receosa quanto ao tratamento dado às borboletas. Será que era saudável para elas? Eu poderia mesmo “pegá-las” sem causar nenhum dano?

                Pesquisei bastante e aceitei irmos conhecer. (A gente pesquisa vários lugares para passeios e sempre fazemos uma visita técnica antes de levar os grupos).

                A viagem é um pouco longa, pois o Borboletário fica no extremo sul da capital, mas nada que uma boa música e boa companhia não resolvam.

Foto: Guilherme Soares

Chegando lá fomos recepcionados pela guia do local que explicou da paixão da proprietária pelas borboletas, sobre como era um projeto apenas para escolas e se expandiu devido à grande procura dos pais que ficavam  invejosos dos filhos.

                O local conta com quadra de quadribol, labirinto gigante, passeio de caiaque, mini golf, pesca, trilha e até oficina de foguetes para os pequenos. As atividades ficam organizadas por horários, então pudemos escolher um roteiro com as atividades que achávamos mais legais.

Foto: Guilherme Soares

Depois de uma pequena trilha pela mata e o divertido labirinto, fomos até o local mais desejado: o Borboletário!

                O espaço tem o princípio educativo, com vários painéis sobre as fases e espécies de borboletas.

                Na fase de lagarta, ela nos ensinou sobre as diferentes características e ofereceu que pegássemos uma delas.

                Eu tenho um pouco de desespero de bichinhos rastejantes, então estava decidida a não viver esta experiência, até que… me rendi. Respirei fundo e pensei: se for muito ruim, é só devolver. 

Foto: Guilherme Soares

Conheça de perto!

Venha com a Arterra Turismo

Fiquei mesmo nervosa, mas foi divertido, principalmente porque a lagarta faz cócegas quando anda na nossa mão.

                Passado o momento dramático, fomos observar as pupas nos laboratórios que eles mantém ali. Alguns profissionais estavam cuidando, alimentando e categorizando lagartas e pupas.

Foto: Guilherme Soares

Quando criança, eu sempre ouvi dizer que podíamos ficar cegos se pegássemos uma borboleta. Inclusive, por conta desta estória, uma prima minha saía correndo cada vez que via uma. Foi mais um ponto que pesquisei antes de ir e vi que, na verdade, o que acontece é que,  se você passar os dedos nas asas delas, pequenos fragmentos podem se soltar e, se você coçar o olho em seguida, pode ter uma reação alérgica, como a que ocorre quando entra poeira em nossos olhos, nada de “pó da cegueira”. 🙂

                A parte que conta com as borboletas adultas é chamado de “telado”, com duas portas, para garantir que nenhuma delas fuja.

                O espaço é mágico! Cheio de flores e borboletas de várias cores e tamanhos. Os monitores ficam com um frasco que contém açúcar mascavo líquido e deposita em nosso dedo ou braço para que consigamos atrair as borboletas.

                Demorou um pouco para que uma delas quisesse “se alimentar em mim”, mas então uma das maiores ficou no meu braço. O tempo ali é livre, creio que ficamos cerca de uma hora, apreciando tudo e a borboleta ficou ali, passeando comigo. Fiquei absolutamente encantada!

Foto: Guilherme Soares

As borboletas cuidadas neste espaço não podem ir para a natureza, pois estariam desprotegidas, mas ali elas recebem muito cuidado, alimentação e carinho, garantindo a preservação de sua espécie.

Foto: Guilherme Soares

Percebemos que estávamos com bastante fome, então nos despedimos de nossas novas amigas e seguimos em direção ao restaurante. Outro ponto positivo. Comida “de fazenda”, sabe. Bem feita, com boas opções e ainda sobremesas!

                Escolhi sentar de frente ao rio para contemplar a paisagem e descansar. Tinha um grupo ali que resolveu andar de caiaque, mas eu queria apenas o contato com a natureza.

                Para mim foi uma experiência realmente muito interessante, com muitas opções e muito agradável. Aprovamos o destino e adicionamos na nossa lista de tours. Escolhemos como data o dia das crianças de 2018, acreditando que muitos pais gostariam da oportunidade de levar os pequenos, mas qual não foi nossa surpresa ao perceber que apenas dois integrantes do grupo eram crianças. Bom, no início, né, porque chegando lá, todos voltaram a ser crianças, dava para ver pelo brilho nos olhos.

Foto: Guilherme Soares

Tour dia 10/03

Um tour de um dia com visita guiada ao Borboletário Águias da Serra.

Incluso: Transporte Executivo, Guia de Turismo, Visita Guiada e Seguro Viagem.

Ano Novo Chinês no Templo Zu Lai

Escrito por:Carla Cocenza/ 134 0
Compartilhe:

A renovação do ciclo anual da cultura chinesa se dá pouco mais de um mês após o nosso, ocidental, e conta com diversas festas. Em 2019, o novo ano se inicia no nosso 05 de fevereiro, mas será comemorado no dia 17/02, um domingo, pelo Templo Zu Lai, localizado em Cotia-SP, um dos principais destinos de quem se interessa por esta cultura.

Compartilhe:

A renovação do ciclo anual da cultura chinesa se dá pouco mais de um mês após o nosso, ocidental, e conta com diversas festas. Em 2019, o novo ano se inicia no nosso 05 de fevereiro, mas será comemorado no dia 17/02, um domingo, pelo Templo Zu Lai, localizado em Cotia-SP, um dos principais destinos de quem se interessa por esta cultura.

Foto: Guilherme Soares

Ano Novo Chinês

                O calendário chinês tem uma base “lunissolar”, que considera tanto a posição do Sol quanto as fases da Lua, assim, o ano inicia na primeira lua nova entre 21 de janeiro e 20 de fevereiro.

                É o mais antigo registro cronológico já registrado, contando neste ano 4718 anos. Embora hoje em dia a China utilize o calendário gregoriano, o calendário chinês ainda governa datas importantes, como feriados e o Ano Novo e é um guia para as pessoas escolherem dias auspiciosos para casamentos e fechamento de negócios.

 

Ano do porco

                Segundo uma lenda budista, apenas doze animais responderam ao pedido de Buda para uma reunião e, como recompensa, ele deu a cada um deles um signo governante de um ano. Os animais são: rato, búfalo/boi, tigre, coelho, dragão, serpente/cobra, cavalo, carneiro/cabra, macaco, galo, cachorro/cão e javali/porco.

                Cada ciclo de 12 anos também é regido por um dos cinco elementos considerados neste calendário: madeira, fogo, terra, metal e água.

                Entraremos no “Ano do Porco de Terra”, que é o final de um ciclo de 12 anos. Este Simbolismo remete ao equilíbrio e calmaria. O Porco traz inteligência e poder de observação, e a Terra, intuição e racionalidade, unindo objetividade e espiritualidade, além do bom humor do Porco, nos ajudando a olhar para frente e lutar por nossos objetivos.

Foto: Chinese New Year 2019

Templo Zu Lai

                 Considerado o maior Templo Budista da América Latina, foi fundado em 1992, baseado em quatro pilares: cultural, educacional, ações sociais e práticas religiosas, buscando realizar a integração das diversas tradições budistas no Brasil. Seu estilo arquitetônico é inspirado nos Palácios da Dinastia Tang, que integra estilo oriental com aspectos da arquitetura ocidental moderna; seu terreno possui 150 mil m² e 10 mil m² de área construída.

Foto: Guilherme Soares

Conheça de perto!

Venha com a Arterra Turismo

Celebração do Novo Ano

                Para este dia tão especial, está prevista uma série de atividades gratuitas que se iniciam às 10h:

– Cerimônia dos mil budas, workshops de recorte de papel, origami, caligrafia chinesa; almoço vegetariano, barracas com comidas típicas, dança do dragão e leão e diversas apresentações.

Regras de visitação

                Alguns pontos precisam ser considerados na visitação do Templo:

                Não é permitido o uso de roupas inadequadas (decotes, regatas, bermudas e shorts); fotografar ou filmar atividades e interior das salas; fumar; manifestar contatos íntimos (beijos, abraços, carícias e etc.).

Foto: Guilherme Soares

Foto: Guilherme Soares

Ir para o passeio com um grupo formado por agência te proporciona organização dos melhores horários para ir em cada atração, além da comodidade do transporte, seguro viagem e de guias treinados.

Tour dia 17/02

Celebre o Ano Novo Chinês!

Incluso: Transporte Executivo;

Guia de Turismo;

Seguro Viagem;

Cerimônia dos Mil Budas;

Workshops;

Festa do Leão e do Dragão.

 

Relato de viagem: Barra do Una e Cachoeira

Escrito por:Carla Cocenza/ 33 0
Compartilhe:

Não é muito comum encontrar lugares de beleza única em locais de fácil acesso. Isso faz com que seja impensável alguém dispensar a oportunidade de conhecer a praia da “Barra do Una”, em São Sebastião – SP, que já foi considerada a mais bonita do Estado em votação popular.

Compartilhe:

Não é muito comum encontrar lugares de beleza única em locais de fácil acesso. Isso faz com que seja impensável alguém dispensar a oportunidade de conhecer a praia da “Barra do Una”, em São Sebastião – SP, que já foi considerada a mais bonita do Estado em votação popular.

Ela possui um impressionante encontro do rio com o mar, mas os encantos de seu entorno vão além. Para os indecisos de plantão, que não conseguem decidir se preferem mar ou cachoeira, montanha ou praia, a região do Una tem todas as opções.

Em nossa aventura, escolhemos primeiro visitar o chamado “Sertão do Una”, percorrendo a trilha do rio que dá nome ao local, para então finalizarmos o passeio com o encontro do rio e mar.

Adentramos as florestas preservadas da Serra do Mar, recebendo nossa dose necessária de ar puro e nos preparando para uma caminhada de 6km, ida e volta. É uma trilha com alguns obstáculos e terreno irregular, mas bem tranquila.

Foto: Guilherme Soares

Logo nos deparamos com um grande presente da natureza: a cachoeira do Guarda Chuva, com uma gruta submersa nas corredeiras.

Além de nos refrescarmos e mergulharmos em suas águas, aproveitamos para fazer um lanchinho para repor as energias.

Curioso, “Una”, em tupi-guarani significa “preto”, “negro”, pois lá na Barra é esta a cor que vemos, mas os rios de águas pretas tem esta cor devido ao ciclo de decomposição de troncos, folhas e galhos; as águas do Una são incrivelmente limpas.

Todo rio tem como destino chegar ao mar, e como decidimos o mesmo naquele dia, voltamos pela trilha para ver o encontro destas duas forças.

Conheça de perto!

Venha com a Arterra Turismo

Foto: Guilherme Soares

No majestoso encontro, somos banhados com experiências para nossos cinco sentidos: os verdes e azuis que se misturam e fundem em nossa visão: rio, mar e céu; o som gostoso dos passarinhos, o barulho do mar e o silêncio de nossa alma, as diferenças de temperatura entre água doce e salgada, o contato do pé com a areia; o ar marinho, cheiro de natureza e de algumas delícias dos quiosques; da gastronomia simples do beira-mar.

É um passeio que colocamos em nossa agenda pelo menos uma vez ao ano, porque sentimos como um presente toda esta conexão.

Foto: Carla Cocenza

Tour dia 09/03/2019

Passeio de um dia com trilha, visita à cachoeiras e praia.

Incluso: Transporte Executivo, Guia de Turismo e Seguro Viagem.

O fundo do mar convida para uma visita

Escrito por:Carla Cocenza/ 212 0
Compartilhe:

Com aquela vontade de afundar o pé na areia e sentir a satisfação de sair todo enrugado da água, sentindo o balanço do mar, partimos para Ubatuba com destino à Ilha das Couves, famosa por despertar sensações indescritíveis ao nos presentear com águas calmas e transparentes, em um clima de energia positiva e contato com a natureza. Apesar de viajar à noite, deu para descansar o esqueleto e se preparar para um dia cheio de atividades.

Chegamos cedo nas proximidades da agência local, tudo meio escuro ainda, mas como estávamos  abastecidos com a ansiedade de começar o tour, resolvemos caminhar pela praia no centro de Ubatuba. Papo vai, papo vem… sem percebermos, e com rapidez, os primeiros raios de sol vieram como holofotes no palco e paramos para ver aquele show. Dei aquela olhada para os lados, pensando se era só eu com uma vontade arquetípica de aplaudir, mas estava levando um grupo da Arterra Turismo e confesso que fiquei com um pouco de medo de passar vergonha, ainda que eles fossem bem desse estilo que valorizam os presentes que a natureza nos dá, então preferi ficar na minha e agradeci com uma oração. Depois do delicioso festival de selfies com o Sol, fomos até a padaria tomar um café da manhã reforçado para ficar bem durante a manhã.

Foto: Guilherme Soares

Curioso… algo que está todo dia à nossa disposição, o Sol, ganha outra magnitude e significado nesses momentos de contemplação. Penso em como nosso dia-a-dia poderia ser diferente se valorizar esses momentos se tornasse um hábito diário.

Começamos a nossa jornada assim que um casal se juntou ao grupo e partimos do centro da cidade em direção às proximidades da divisa do estado de São Paulo com o Rio de Janeiro. Ar condicionado ligado, galera conversando, e o litoral que acompanha a gente na BR-101.

Chegamos ao Mirante do Paúba, um local aonde é possível ver o litoral de cima, uma paisagem de tirar o fôlego, por sua altura e beleza. Já estávamos em outro tempo-ritmo, em uma outra percepção das coisas, apenas por estarmos ali, na natureza.

Foto: Guilherme Soares

Chegamos em Picinguaba e parecia que nosso cérebro não conseguia processar tanta beleza. O local possui uma infraestrutura bacana, com alguns restaurantes e lanchonetes e uma praia deslumbrante, mas nosso destino era a majestosa Ilha das Couves, então pegamos o barquinho de ferro que sai dali e embarcamos.

Foto: Guilherme Soares

Se a Ilha é espetacular na superfície, é ainda mais em suas profundezas. Poder observar a vida marinha com o snorkel traz uma sensação impossível de ser traduzida em palavras. É um mundo à parte: moréias, arraias, tartarugas, lulas, ouriços e uma infinidade de tons de azul e verde que se formam de acordo com a posição do sol e da profundidade da água, um espetáculo que mesmo quem não sabe nadar pode aproveitar. Sim, alguns participantes ainda estavam receosos se poderiam vivenciar tudo isso, mas nossa guia local foi fantástica, levando boias, além do colete salva-vidas e levando todos para um passeio no qual tudo o que fizemos foi boiar e curtir.  A Ilha das Couves é absolutamente paradisíaca, nos proporcionando uma conexão restauradora com nossa própria natureza.

Foto: Guilherme Soares

Agora o coração bate acelerado novamente, porque estaremos de volta à este pequeno paraíso que nos acolhe tão bem. Não foi à toa que escolhemos este local para o nosso último passeio do ano, um ano que temos muito a agradecer a todos que, de clientes se tornaram amigos; amigos, porque cada tour é uma experiência, uma troca que enriquece tanto a mim, que busco os lugares que possam acrescentar à vida das pessoas quanto aos que escolhem conhecer mais do mundo e de si com a gente.

Foto: Guilherme Soares

Como é voar de Balão

Escrito por:Carla Cocenza/ 155 0
Compartilhe:

                Existem muitos lugares famosos no mundo por nos proporcionar a experiência do vôo de balão, como a Capadócia (Turquia), Ródano (França) e Napa Valley (EUA), mas não é preciso ir tão longe para realizar o sonho de voar. O Brasil tem lugares espetaculares aonde o esporte é praticado (sim, é considerado um esporte!), como Torres e Canela (RS), São Lourenço (MG), Sorocaba, Salto, Piracicaba e Boituva (SP), entre outras.
                Boituva, a cidade que escolhemos para esta aventura, fica a cerca de uma hora da capital paulista e é conhecida pelo paraquedismo e os passeios de balão turísticos.

 

 Foto: Guilherme Soares

Estar nas nuvens

                A decolagem começa logo cedo, no mais tardar às 06:30h da manhã, pois é o momento em que os ventos estão mais calmos e as temperaturas mais amenas.
                A preparação dos balões constitui um show à parte e a adrenalina já começa a subir com a aproximação do momento do vôo.

 

 Foto: Guilherme Soares

                A subida do balão é surpreendente: calma, ao sabor do vento; mesmo quem tem um certo receio de altura consegue se sentir seguro e nada enjoado.
                É neste momento que o horizonte se descortina à nossa frente e podemos apreciar indizíveis tons de amarelo e laranja do nascer do Sol. Não conseguimos parar de tirar fotos, porque sentimos que precisamos eternizar cada uma daquelas paisagens e mostrar aos amigos e ao mundo tudo o que estamos presenciando.
                O passeio de balão tem duração de cerca de uma hora, mas quantas emoções cabem ali dentro!

 

Foto: Balonismo Aventura

                Cada percurso de balão é único, pois ele vai ao sabor do vento; o piloto comanda apenas a altitude, ora ficamos de 300 a 500 metros do solo, ora vemos de perto a copa das árvores.
                Depois da adrenalina, conversas e milhares de fotos, parece que acontece uma mágica: um silêncio toma conta de nós e o espetáculo à nossa frente se torna mais interessante que qualquer outra coisa. A contemplação nos puxa para um estado de meditação e relaxamento, aonde o sentimento de gratidão aflora em nosso peito.
                 Há quem diga que viver é estar no momento presente, em contato pleno com as sensações daquele instante. Há quem diga que este “estar” é o segredo da felicidade, ou da calma, no nosso mundo cada vez mais frenético e ali, nas nuvens, conseguimos nos conectar de uma maneira única.

 

 Foto: Guilherme Soares

E como ele funciona?

                Ar quente! O ar quente é menos denso que o ar frio, então ele consegue fazer o balão levitar. Quem descobriu este princípio foi o matemático Arquimedes, na Grécia Antiga. Mas sabe quem foi que utilizou este princípio e criou o primeiro balão? Um brasileiro! O padre Bartolomeu de Gusmão, nascido em Santos. Depois de sua primeira demonstração é que outros inventores começaram a desenvolver projetos e conseguiram chegar aos modelos que temos hoje.

 

 Foto: Guilherme Soares

Sinta-se seguro!

                Se você está se perguntando sobre a segurança do balão, te digo: é considerado o veículo aéreo mais seguro e seus pilotos são preparadíssimos, todos com brevês da ANAC.

 Celebração

                Uma tradição do Balonismo é, ao finalizar o vôo, celebrar com um brinde de Champanhe. Quando chegaram à terra firme após o primeiro vôo de balão tripulado, em 1783, os dois pilotos celebraram com um brinde o grande feito e, ao continuar os vôos, como seus balões pousavam em fazendas de outras pessoas, ofereciam a bebida como uma forma de agradecimento.
                Celebrar os pequenos e grandes feitos deixa a vida mais doce e leve, bem como nos presentear. E é exatamente como um presente a si que muitas pessoas vêem esta experiência.
                Das vivências que podemos nos proporcionar, esta é, sem dúvidas, uma das quais a nossa alma jamais esquecerá.

 

 Foto: Guilherme Soares

Visite

Passeio de Balão em Boituva

Existem muitas (muitas mesmo!) empresas de balonismo em Boituva.

Os passeios sempre acontecem em grupos que são formados na hora, então pode ir sozinho e se juntar a um grupo lá tranquilamente.

Como as saídas são, no máximo, às 06:30h da manhã, muitas pessoas preferem ir no dia anterior e dormir em um hotel.

Mas é possível também ir com uma agência de viagens, como a nossa, que já inclui o transporte ida e volta de sua cidade de origem.